Notícias


Sancionada lei do novo Cadastro Positivo

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou nesta segunda-feira (08) a lei que desburocratiza o Cadastro Positivo, instrumento que ajudará na redução das taxas de juros a consumidores e empresas, imprescindível para o Brasil recuperar sua economia e voltar a crescer. O texto havia sido aprovado nos plenários da Câmara dos Deputados no dia 20 de fevereiro e do Senado, em 13 de março.

Durante a sanção, o secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa, disse que a medida segue a direção da desburocratização do acesso ao crédito por toda a população. “As informações financeiras do cidadão passam a ser dele próprio, não mais dos bancos”, destacou.

De acordo com o secretário, estimativas dão conta de que cerca de 130 milhões de brasileiros serão beneficiados com mais acesso ao crédito. Por outro lado, pontuou, a inadimplência deve cair significativamente no país. “Espera-se uma injeção de R$ 1 trilhão de reais na economia, dos quais cerca de R$ 520 milhões vão para a micro e pequena empresa. Hoje o governo dá mais um passo firme para melhorar o Brasil”, concluiu.

No momento da assinatura da sanção da lei, o presidente Jair Bolsonaro pediu ao presidente da Frente Parlamentar do Comércio e Serviços, deputado Efraim Filho (DEM-PB), que o acompanhasse.


“As novas regras vão irrigar o mercado com mais crédito, por menos juros, por incluírem as informações de bons pagadores que, a partir de agora, serão classificados com pontuações por manterem as contas em dia. Cerca de 22 milhões de cidadãos brasileiros poderão ser inseridos no mercado de crédito do país e 45% da inadimplência poderá ser diminuída”, destacou o presidente da CACB e da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs), George Pinheiro.


Fonte: CACB