Notícias


Associativismo é alternativa para expansão dos negócios na pandemia

A pandemia de Covid-19 deixou marcas profundas no Brasil. Além dos milhares de mortos e milhões de infectados, a doença fez com que 31% das pequenas empresas mudassem o modelo de funcionamento. Outras 58,9% interromperam as suas atividades temporariamente. A pesquisa é do Sebrae, divulgada em julho. Uma alternativa para o empreendedor não fechar as portas definitivamente, é se apoiar na cooperação, no associativismo.

Quando as pessoas se juntam em busca de interesses comuns, é possível crescer e se aperfeiçoar como profissional e como pessoa. Se a parceria for realizada com uma entidade associativa, os resultados podem ser ainda melhores.

“Em um momento de incertezas, como o que estamos passando, o associativismo é capaz de clarear o horizonte. Além de ser ferramenta para o crescimento competitivo das empresas, essa união abre espaço para diálogos produtivos e confiáveis”, afirma o presidente da Federação das Associações Comerciais, Industriais, Empresariais e Agropecuárias de Goiás, Sebastião Vieira Sobrinho (Seba).

A Facieg é um exemplo de união em prol dos empresários goianos. Entre suas atividades, a entidade desenvolve, junto aos seus filiados, o Projeto Empreender, da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB). Trata-se de um conjunto de ações com objetivo de desenvolver e fortalecer as micro e pequenas empresas pelo associativismo.

O Empreender envolve grupos de trabalho formados por empresários do mesmo ramo de atividade com problemas semelhantes e buscando soluções em comum. O Sebrae também participa com assessoria técnica, consultoria, palestras, formação profissional e todo tipo de orientação.

“A crise, muitas vezes, nos desperta pela união. É o momento de unirmos para sermos protagonistas em nossas cidades”, conclamou o presidente Seba.

Em parceria com o Sebrae, será disponibilizado, em breve, inúmeros cursos online para formação empresarial e dos funcionários das empresas associadas.

A Facieg também desenvolve junto aos filiados outros projetos como o ARFACIEG (certificação digital), o Rede Celular (plano de telefonia móvel com custos reduzidos em relação aos preços praticados pelo mercado) e o SCPC/BOA VISTA. 

 

Novos serviços vêm por aí

A Facieg contratou uma empresa de construção de software para desenvolver uma plataforma de gestão para a Federação e para as associações comerciais. Quando pronto, segundo Seba, o programa trará inúmeros benefícios para gestão e administração das entidades.

 

Vantagens do associativismo para o empreendedor

No atual cenário socioeconômico brasileiro, são ainda mais claros os benefícios de fazer parte de uma associação de classe. Entre as principais vantagens estão:

Competitividade: a competição sadia reverte em ganhos tecnológicos para todo o núcleo e em benefícios para os consumidores, com melhores preços e qualidade;

Compra: a união fortalece a capacidade de negociação junto aos fornecedores, obtendo descontos mais vantajosos;

Marketing: investimento conjunto dos empresários barateia os custos e promove toda a cadeia envolvida;

Gestão: qualificação em conjunto dos empreendedores e funcionários melhora a gestão do negócio e o atendimento ao cliente.